Corte de árvore gera revolta no Pio X

O Jornal Pioneiro, de Caxias, publica na edição de hoje a notícia do corte de uma canela na Rua Marechal Floriano, entre as ruas Isidoro Mari e Jacinto Madalosso.
.
De acordo com o texto, o pé, com mais de 15 anos, foi derrubado na manhã de ontem por um homem que chegou com um caminhão e utilizou uma motoserra e um facão. A derrubada da árvore provocou revolta entre os vizinhos.
.
Uma moradora do prédio em frente ao local disse que o homem cortou a árvore alegando que outra pessoa o teria ordenado. O suposto mandante seria um futuro morador que adquiriu um apartamento recentemente.
.
Na reportagem, o secretário de Meio Ambiente, Adelino Teles, afirma que a Secretaria não concedeu licença para o corte. Somente a Secretaria de Transportes tinha obtido a autorização, em 2008, para instalar uma parada de ônibus, mas não efetuou a derrubada por pedido de moradores.
.
De acordo com a publicação, o sargento Jonas Paulo Bernardi, do 1º Pelotão Ambiental de Caxias do Sul, explica que o autor foi notificado a apresentar a autorização para o corte. Já quem estava executando o serviço deve apresentar a licença de porte e uso da motosserra, concedidada pelo Ibama.
.
Como o homem não possuía a licença, o equipamento foi apreendido. Se não apresentarem as licenças, o proprietário da motosserra paga multa de cerca de R$ 1 mil e para o responsável pelo corte os valores ficam entre R$ 100 e R$ 1 mil.
.
Para quem quiser conferir a notícia, basta acessar a página do jornal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.