Descobrir as causas, não só resolver as consequências!

O destino correto dos resíduos gerados pelas cidades é uma das formas mais simples de se evitar enchentes como estas que estão acontecendo em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. O lixo jogado nas ruas dificulta o escoamento da água, e faz com que ela siga outros cursos. E pode parecer inútil diante de tantos problemas, mas se cada um melhorar a sua separação e destinação do lixo, muitas tragédias podem ser evitadas. Outros problemas também fazem com que as cidades estejam mais vulneráveis a enchentes, como a ocupação das áreas próximas dos rios. O desmatamento, especialmente destas regiões, causa um efeito muito prejudicial chamado assoreamento, que é quando a terra das margens fica sem raízes que a segurem e é arrastada para o rio durante a chuvarada. Conforme a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), no ano passado as enchentes deram um prejuízo de R$ 3,4 bilhões por mês às grandes empresas paulistas. Quanto não se poderia fazer com esse dinheiro para buscar soluções de adaptação e prevenção, em vez de gastá-lo para consertar os estragos? O meio ambiente responde a cada dia essa pergunta. Investir em estrutura, habitação e cuidados com o meio ambiente, hoje é a melhor forma de economizar.

Uma opinião sobre “Descobrir as causas, não só resolver as consequências!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.