Cisterna: entenda como ela funciona e quais são as vantagens

cisterna

cisterna

O uso consciente da água está entre as atitudes mais nobres de quem deseja colaborar com o meio ambiente, já que ela é essencial para nossas vidas. Neste post, resolvemos desvendar o funcionamento de uma cisterna, quais são suas vantagens e como ela contribui para a economia e para a natureza.

A cisterna é um sistema muito simples para reaproveitamento da água da chuva, composto de reservatório, calhas e canos. Trata-se de uma ótima alternativa, de custo relativamente baixo, para ser instalada em imóveis urbanos e rurais. Elas também são indicadas para instalação em condomínios.

Nas lojas de material de construção, é possível encontrar diversos modelos de cisternas, de fibra, alvenaria ou plástico. Os tamanhos variam de mil até 16 mil litros ou mais, por isso, é importante observar qual será o objetivo do uso da água e a capacidade de captação, ou seja, quantidade de calhas e telhados.

A maioria delas possuem um filtro de sujeira, um redutor de turbulência (que evita agito excessivo), ladrão e torneira. Alguns modelos possuem um separador das primeiras águas, com objetivo descartar a primeira leva da chuva, que pode conter sujeiras.

Uso da água de cisterna

Embora seja de muita qualidade, a água captada por uma cisterna jamais deve ser utilizada para consumo, por não ser potável. Ela pode conter sujeira e partículas poluentes de fuligem, poeira e outros elementos prejudiciais se ingeridos.

Contudo, ela serve perfeitamente para tarefas domésticas como lavagem de calçadas ou pisos, descarga do banheiro, irrigação de plantas, lavagem de carros, etc. É importante fazer a aplicação de cloro pelo menos de seis em seis meses, ou cada vez que o volume de água da cisterna for totalmente restabelecido. Também mantenha ela sempre bem vedada, para evitar a criação de mosquitos, principalmente da dengue.

Outra dica é medir o pH da água antes de utilizá-la na rega de flores ou hortaliças. Fitas de medição ou até mesmo equipamentos eletrônicos para isso podem ser adquiridos em lojas de produtos para piscinas. O índice de pH neutro é 7.

cisterna rega

Não esqueça de efetuar limpezas periódicas no reservatório, nas tubulações e principalmente nas calhas do telhado. Os períodos para efetuar essa higienização podem variar de acordo com o local onde estão instalados os equipamentos, já que calhas localizadas em espaços com árvores próximas tendem a reter folhas.

Vantagens de uma cisterna

A principal vantagem para quem instala uma cisterna é a economia no consumo de água tratada e a consequente diminuição nos valores da conta. Imagine quantos litros você pode economizar se, por exemplo, reutilizando água para as descargas do banheiro. Cada gota nessa conta ajuda.

Ter um reservatório para reuso de água também pode ser uma ótima alternativa caso falte água no seu bairro, ou ocorram períodos de racionamento. E também há a questão ambiental, pois você passa a contribuir de maneira efetiva para um mundo mais sustentável não utilizando água potável em boa parte das atividades domésticas.

Empresa do Chile desenvolve saco plástico que dissolve na água

 

Uma empresa com sede no Chile está trabalhando no desenvolvimento de um saco plástico que pode ser dissolvido na água em poucos minutos. O material utilizado para a fabricação é formado por um composto que contém, entre outros elementos, carbureto de cálcio e álcool polivinílico.

De acordo com Cristian Olivares, um dos representantes da empresa, o produto não contém nenhum derivado do petróleo. Segundo ele, isso se ajusta ao projeto de lei que está sendo implementado no Chile, proibindo o uso das sacolas no comércio.

A nova matéria-prima foi desenvolvida em aliança com especialistas chineses. O projeto do produto sustentável foi ganhador do prêmio SingularityU Chile Summit 2018, como empreendimento catalisador de mudança. A empresa já possui patentes internacionais em trâmite, certificações e testes, tanto locais como estrangeiras.

Problemas ligados ao plástico

O intenso descarte inadequado do plástico está dentre os grandes males para o meio ambiente e consequentemente para os seres humanos e demais animais. Estima-se que, por volta de 2050, os oceanos abrigarão mais plástico do que peixes. Esse dado foi revelado por um estudo realizado pela Fundação MacArthur, em parceria com a Consultoria McKinsey.

A preocupação não está apenas com o plástico visível do nosso dia a dia. Há um conjunto de pequenas partículas plásticas embutidas em produtos como cosméticos e roupas, que se acumulam no leito marítimo. Pedaços maiores do material, mesmo quando se degradam com o tempo, não desaparecem, mantendo-se em partículas extremamente minúsculas capazes de influenciar o meio ambiente.

Esses resíduos também podem carregar produtos contaminantes vindos de fábricas, esgotos e lixões. Como são muito pequenos, eles acabam sendo ingeridos pelos animais (peixes, tartarugas, corais) e envenenam a vida marinha.

Mesmo antes de se degradar, o plástico, junto com outros resíduos descartados incorretamente, causam problemas mais visíveis. Por exemplo, sujam as ruas, tampam bueiros, causam mau cheiro.

Escovas de dente feitas de bambu são alternativa às plásticas

escovas de bambu

Muito se discute nos últimos anos sobre a utilização consciente e a redução do consumo de produtos plásticos no mundo, principalmente pelo efeito danoso que eles podem causar ao serem descartados incorretamente. Por esse motivo, vem buscando-se alternativas sustentáveis para muitos desses produtos, como escovas de dente, por exemplo.

Se as recomendações dos dentistas forem seguidas à risca, trocar a escova de dente a cada três meses, em um ano serão quatro escovas descartadas por indivíduo. Ou seja, é muito plástico descartado, não é mesmo?

Bambu como opção

Um empresa norte-americana, com sede na Califórnia, lançou um modelo de escovas feitas a partir do bambu. E mais do que isso, doa os modelos para quem tiver interesse, e cobra apenas pelo frete de entrega.

O nome da empresa é Giving Brush, que significa dando escovas, e cada pedido pode incluir até 20 unidades gratuitas do modelo básico. Quem desejar, pode comprar outros modelos ou produtos, como canudos e porta escovas, também feitos de bambu.

Biodegradabilidade é fator positivo do produto

Nas escovas fabricadas pela empresa, apenas as cerdas são feitas de náilon. Portanto, como o bambu é biodegradável, na hora de descartar, basta arrancar as cerdas e enterrar o resto, pois em poucos meses a escova terá se decomposto.

escovas de bambu 2

Outro fator vantajoso da utilização do bambu como matéria-prima na fabricação das escovas é que ele se desenvolve com rapidez na natureza, podendo crescer até um metro por dia, sob condições ideais. Ele também não faz uso de pesticidas e é antimicrobiano, ou seja, ideal para evitar a proliferação de fungos e bactérias no uso das escovas.

As escovas de dente feitas de bambu também não perdem para as escovas de plástico no quesito durabilidade. Se utilizadas corretamente e bem armazenadas, elas possuem uma vida útil semelhante à das convencionais.

Outras empresas também fabricam

Mas não é só essa empresa norte-americana que produz escovas de dente feitas de bambu. Há outras opções no mercado, inclusive com sede no Brasil; basta uma pequena pesquisa na internet para descobrir. Por isso, se você deseja diminuir a utilização de plástico, que tal aderir às escovas de bambu?

porta escovas de bambu
Porta escovas também feito de bambu

Mas, não apenas o bambu está servindo de alternativa para a fabricação de escovas de dente ecológicas. Existem empresas que utilizam outros materiais como alumínio e embalagens reciclados, bioplásticos, celulose e outros tipos de madeira.

Veja também: A importância do vidro e da sua reciclagem para o meio ambiente.