Dicas para passar um Natal mais verde

Árvores de plástico podem ser reutilizadas muitas vezes. Jogá-las no lixo significa que elas vão parar em um aterro sanitário, demorando muito tempo para se decomporem. No entanto, se você não tiver nenhuma e for comprar uma nova, talvez seja melhor uma opção natural. Segundo um estudo realizado por uma consultoria ambiental de Montreal (Canadá), as árvores artificiais só são mais sustentáveis se utilizadas por mais de 20 anos, isto baseado na emissão de gases, uso de recursos naturais e impactos na saúde da população.
Uma árvore natural emite apenas 1/3 do carbono de uma árvore artificial durante o tempo de uso comum de seis anos. Além disso, árvores artificiais contêm policloreto de vinila (PVC), um plástico cuja produção emite poluentes orgânicos persistentes (POPs), muito nocivos à saúde de todos os seres vivos, pois são bioacumulativos, ou seja, não são eliminados pelo organismo com o tempo.
Em contrapartida, um outro estudo realizado pela Christmas Tree Association concluiu que as árvores artificiais, se utilizadas de seis a dez anos, são melhores para o meio ambiente, considerando apenas a taxa de emissão de carbono. Apesar das árvores artificiais não necessitarem de água e de seu transporte ser mais fácil, estas não são recicladas pela maioria dos postos de reciclagem.
Em relação às árvores naturais, elas absorvem dióxido de carbono enquanto em fase de crescimento, são mais fáceis de serem reutilizadas, mesmo se já tiverem morrido – podem ser úteis para paisagismo ou até mesmo serem lascadas e utilizadas em pistas de caminhada ou trilha. Porém, o transporte delas é mais difícil dependendo do seu tamanho e da distância do local de compra até a residência.
Fonte: www.e-cycle.com.br
Foto; Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.