Técnicas de captura direta e armazenamento de carbono são alternativas para reduzir grandes fontes de emissões

Nosso modo de vida atual ainda é muito dependente de combustíveis fósseis (gás natural, petróleo e carvão mineral), e esses são os grandes vilões do aquecimento global. A combustão dessas fontes tradicionais emite grandes quantidades de gases de efeito estufa na atmosfera e é alvo de preocupação de governos e especialistas que tentam desenvolver mecanismos para minimizar os impactos no meio ambiente.
Segundo relatório do International Energy Agency (IEA) a solução de geoengenharia de captura e armazenamento de carbono – CCS (sigla em inglês para carbon capture and storage) é a única opção que pode trazer reduções significativas para o uso de combustíveis fósseis. Sem essa técnica, os objetivos de longo prazo para frear o problema do aquecimento global talvez não sejam alcançados.
Além de reduzir emissões de geração de energia, a tecnologia também pode ser aplicada em grandes fontes poluidoras, como indústrias de aço e ferro, cimento, refinarias, entre outros. O CCS tem capacidade de reduzir 13% a concentração de CO2 na atmosfera necessária para limitar o aquecimento global em 2°C previsto para 2050. As energias renováveis irão contribuir para a redução de 30% de CO2 atmosférico.
Fonte: www.ecycle.com.br
Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.