Shopping do lixo? Conheça o espaço que reúne 10 ecoindústrias no ES

Composto por 10 empresas voltadas para a área de sustentabilidade, o chamado Shopping do Lixo é destaque na transformação de material descartado para ser utilizado novamente. O parque, localizado em Cariacica, no Espírito Santo, é capaz de receber materiais de construção civil, plástico, vidros, restos de alimentos, entre outros.

Fotos: Marca Ambiental / Divulgação

A ideia do espaço surgiu ainda na década passada, mas que começou a sair do papel em 2017, com o planejamento estratégico da Marca Ambiental, empresa responsável pelo projeto. A ideia era justamente transformar o resíduo em um ativo pronto para ser utilizado novamente. De agosto de 2020 a julho de 2021, foram recicladas quase 95 mil toneladas de matérias que seriam descartados.

Como funciona

O parque de ecoindústrias é como um shopping, onde cada loja é especializada em um tipo de produto, só que, nesse caso, voltadas para a reciclagem e o reaproveitamento de resíduos. São empresas que atuam com compostagem de leiras revolvidas, destinação de pneus, óleo de cozinha, resíduos de construção civil, biogás de aterro sanitário, massa asfáltica, resíduos siderúrgicos, reciclagem de vidro e do plástico, cimento ecológico.

O intuito é ampliar a atuação do Shopping do Lixo e expandir os negócios, recebendo novas ecoindústrias. E o conceito deve seguir sempre priorizando qualidade e tecnologia para valorizar o resíduo.

Conheça abaixo cada uma das 10 empresas que fazem parte do Shopping do Lixo no ES:

– Organobom

É voltada para a compostagem utilizando método de leiras revolvidas com plihas de resíduos em linha, o que acelera o processo. Essa prática permite o melhor aproveitamento dos nutrientes, que depois podem ser utilizados na produção agrícola.

– Pneuvix

Um projeto de inovação tecnológica voltado para a destinação ambientalmente adequada de pneus. Os resíduos desses materiais são transformados em diferentes produtos.

– Biomarca

Nascido da necessidade de dar destinação adequada ao óleo de cozinha, considerado um vilão quando descartado incorretamente. O material é coletado e beneficiado, sendo comercializado para unidades que trabalham com processos de produção de biodiesel, curtumes, entre outros.

– Ubar

A Unidade de Beneficiamento de Agregado Reciclado é capaz de transformar resíduos de construção e demolição, de beneficiamento de rochas ornamentais em agregados. Esse material, portanto, pode ser reaproveitado na construção civil.

– Liberum Energia

Realiza o aproveitamento energético do biogás produzido na decomposição de resíduos de aterro sanitário. O trabalho da Liberum transforma o material em fonte limpa, útil e sustentável de energia.

– Vila Betume

A empresa produz massa asfáltica, utilizando tecnologias para concreto betuminoso asfáltico usinado a quente e armazenado. Utiliza em sai matriz energética o reaproveitamento de combustível, permitindo geração de energia alternativa.

– Gecap Minerais e Metálicos

É voltada para o beneficiamento de resíduos siderúrgicos e escória de aciaria, para reaproveitamento. Os materiais e rejeitos são direcionados para o reparo de vias.

– Greenvix

Atua na coleta e destinação de reciclagem do vidro, um resíduo amplamente reciclável e infinitamente ecológico.

– Recicla

É uma gerenciadora de resíduos com forte atuação no mercado do plástico. A empresa atua em serviços de coleta, incluindo transporte, segregação, classificação, armazenamento e destinação final.

– Cimento RWC

É especializada em resíduos recicláveis segregados. Utiliza resíduos como coprodutos, entre eles pneu, resíduo de petróleo, mármore, granito.

Cada pessoa produz 379 kg de lixo por ano no BR

Segundo o Panorama de Resíduos Sólidos no Brasil 2020, realizado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública, o descarte anual em 2019 foi de 79 milhões de toneladas. Por pessoa, esse volume equivale a 379 quilos de resíduos por ano.

O número é 18% maior em comparação ao ano de 2010, quando o descarte era de 67 milhões de toneladas. Na contramão, a média de reciclagem anual é de apenas 4%.

Fontes: A Gazeta e Uol.


Anuncie aqui!

Seja parceiro do projeto Natureza Viva e colabore com as boas notícias do meio ambiente. Entre em contato conosco para saber como ter sua marca divulgada aqui!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.