Como funciona a reciclagem do vidro, do papel e do plástico

Reciclar materiais está entre as ações mais indicadas para a preservação do meio ambiente, à medida que evita o descarte de resíduos na natureza. Mas, você sabe como funciona a reciclagem?

Selecionamos três principais produtos – vidro, papel e plástico – para explicar de que maneira é feita a reciclagem. Acompanhe neste artigo.

Sobre a reciclagem

Antes de entrar na explicação de como funciona a reciclagem do vidro, do papel e do plástico, vamos entender um pouco mais sobre o conceito de reciclar. Tecnicamente, trata-se do processo onde há transformação de resíduo sólido, com mudança em seus estados, a fim de atribuir características para que ele se torne novamente matéria-prima ou novo produto.

A história da reciclagem é antiga, desde que o homem começou a produzir lixo, surgiram formas de aproveitamento de materiais. Mas, a partir da Revolução Industrial, no século 18, o aumento na produção de resíduo cresceu. Foi preciso pensar em alternativas que não fossem apenas descartar ou estocar o lixo.

Porém, apenas no século 20 é que começaram mais fortemente as preocupações sociais com a reciclagem, com o crescente consumo de materiais como papel de escritório, recipientes de vidro e de plástico. A partir dos anos 1970, a reciclagem entrou na pauta de discussões sociais e ambientais, sendo uma preocupação mais permanente de países, governos, empresas e pessoas.

Como funciona a reciclagem

Vamos então conhecer como funciona a reciclagem de três importantes materiais: vidro, papel e plástico.

Vidro

Inicialmente, o vidro recebe uma lavagem para retirar sujeiras, e em seguida, passa por um processo de trituração. Os cacos gerados nessa etapa são aquecidos e fundidos a uma temperatura acima de 1.300°C.

Essa pasta derretida pode então ser moldada em novos produtos como copos, garrafas e outros vasilhames.

Um detalhe importante e vantajoso: um quilo de vidro quebrado (reciclado) dá origem a exatamente um quilo de vidro novo, podendo ser reciclado infinitas vezes, sem perder propriedades.

Papel

A reciclagem de papel possui condições diferentes da reciclagem do vidro. Isso porque outros materiais como cola e tinta, comuns no papel, possuem interferência nesse processo e afetam o resultado final do produto reciclado.

A primeira etapa é a triagem do material, um processo rigoroso que separa resíduos como grampos, clipes, elásticos, pedaços de plástico.

Depois disso, ocorre a classificação do papel, de acordo com sua qualidade. Papéis com cola e tintas perdem valor e comprometem a pureza dos novos produtos.

O papel é então triturado e passa por processos de mistura com água, para maceração das fibras, lavagem para eliminar contaminantes e destintagem, onde são removidas partículas de tinta.

A pasta obtida pode então passar por uma etapa de branqueamento e segue para o processo de refino, ficando pronta para ser utilizada na fabricação de novos papéis.

Plástico

Por fim, vamos entender como funciona a reciclagem do plástico. Basicamente, a primeira etapa é a separação. Assim como o papel, o plástico possui infinitas características e usos, sendo utilizado com diferentes materiais, o que exige um rigoroso processo de separação.

Selecionado o plástico adequado, é feita então a moagem, ou seja, os resíduos plásticos são moídos formando novos pellets. A etapa a seguir é a lavagem, com água ou aditivos, e a separação por densidade.

Assim que lavados, os fragmentos de plástico vão para a secagem por circulação de ar e depois para a extrusão, processo que forma a nova matéria-prima para uso.

Anuncie aqui!

Seja parceiro do projeto Natureza Viva e colabore com as boas notícias do meio ambiente. Entre em contato conosco para saber como ter sua marca divulgada aqui!

    Uma opinião sobre “Como funciona a reciclagem do vidro, do papel e do plástico

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *