Plantas podem ajudar a melhorar o ambiente da sua casa

Todos nós sabemos da importância das árvores para a pureza do ar, não é mesmo? Afinal, são elas as responsáveis pela produção de oxigênio, por meio da fotossíntese.

Por isso, ter algumas plantinhas dentro de casa ajuda a melhorar o ar, que pode estar poluído e causar prejuízos à saúde. Algumas delas são muito indicadas, pois, além de embelezar e perfumar a casa, ainda ajudam na purificação do ar.

Bromélias

A bromélia é muito indicada para ficar na cozinha, pois ajuda na absorção da fumaça. Além disso, não necessita de muito sol, apenas de luz solar indireta, e normalmente pouca água.

Azaléias

A planta de azaleia gosta de sol, por isso, e bom pensar em um ambiente onde isso seja possível. Ela tem propriedades capazes de combater efeitos negativos de componentes presentes em produtos de limpeza.

Cactos

Os cactos são amplamente indicados para cultivo dentro de casa pois exigem muito pouco de quem o cultiva, dão pouco trabalho. Eles necessitam de pouquíssima água e adoram ambientes bem iluminados.

Alguns estudos indicam que o cacto ajuda a barrar ondas eletromagnéticas, por isso muitos o utilizam como pacificador do ambiente.

Crisântemos

Além de perfumar suavemente, os crisântemos são ótimos também para enfeite e não necessitam de luz solar direta. Bem cuidadas, as plantinhas de crisântemo são ótimas pedidas para salas, quartos e escritórios.

Samambaias

Planta de uma beleza ímpar, a samambaia é ótima purificadora de ar, por conta da sua estrutura de folhas. Em virtude do tamanho que pode atingir, é indicada para áreas de lazer, serviço ou sacadas. As samambaias também são muito resistentes a mudanças climáticas.

Babosa

Quando o ar do ambiente está poluído, alguns pontinhos marrons aparecem nas folhas da babosa, um importante indicador. Além de ajudar na purificação do ar, a babosa tem propriedades medicinas como cicatrizante e calmante.

Outras plantas indicadas para casa:

  • Gérberas
  • Lírios da paz
  • Begônias
  • Clorofito
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *