Poluição do ar afeta 95% da população mundial

poluição do ar

Um relatório da Health Effects Institute, nos Estados Unidos, apontou que 95% da população mundial está exposta a taxa de poluição superiores às consideradas seguras pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O problema mais grave está concentrado na China e na Índia, que respondem por cerca de metade das mortes causadas por poluição do ar.

A pesquisa revelou que problemas causados pela poluição do ar foram responsáveis por aproximadamente 6,1 milhões de mortes em 2016, considerados a sexta maior causa de óbitos no mundo. Além de causar danos diretos aos pulmões, que geram ataques cardíacos e derrames, a poluição também é relacionada a outras doenças.

A poluição do ar no Brasil

Um estudo feito pela Universidade de São Paulo mostra que a poluição atmosférica causará a morte de 250 mil pessoas nos próximos anos. Cerca de 25% delas na capital paulista. A principal fonte de partículas jogadas no ar são os veículos motorizados.

No Rio de Janeiro, a segunda maior metrópole do país, detém dados igualmente alarmantes. Estima-se que, em seis anos, foram quase 32 mil mortes atribuídas à poluição do ar na capital fluminense.

Medidas de combate

Como maneira de combater os níveis altos de poluição, a OMS indica que são necessárias medidas integradas em todos os níveis de governo, bem como acordos de âmbito internacional. Dentre as opções para diminuição das taxas de emissão de poluentes estão a renovação de frota, investimento em fontes de energia limpa, fiscalização de agentes poluidores, entre outras.

O relatório completo pode ser conferido neste link.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.