Biocombustíveis: entenda mais sobre o etanol e o biodiesel

biocombustíveis

Os biocombustíveis são aqueles de origem biológica e não fósseis, também conhecidos como renováveis e principais alternativas aos combustíveis derivados do petróleo. No Brasil, os mais difundidos são o etanol e o biodiesel.

Embora o uso de gasolina e diesel predomine como fonte de energia, a possibilidade de aumentar a participação dos biocombustíveis é debate recorrente na sociedade. Isso ocorre principalmente quando há problemas como a alta do preço do petróleo.

Etanol está entre os biocombustíveis mais conhecidos

Ainda na década de 1970, o etanol (álcool) passou a ser adotado como combustível no Brasil, por meio da criação do Programa Nacional de Álcool – o Proálcool, para combater a crise do petróleo. À época, houve sucessivos aumentos no preço do barril.

Extraído da cana de açúcar, o álcool foi muito utilizado até a segunda metade da década de 1980. No entanto, a partir de 1990, seu uso diminuiu, por conta da queda do preço do petróleo.

Anúncio do Corcel II movido a álcool. Fonte: thetruthaboutcars.com

Outro fator que contribuiu para que o álcool fosse deixado de lado foi a tecnologia pouco favorável. Os carros, além de não poderem utilizar simultaneamente a gasolina, apresentavam problemas e tinham dificuldades em funcionar, principalmente com temperaturas baixas.

No entanto, a partir dos anos 2000, o etanol voltou à cena. A alta do petróleo colaborou fortemente para o seu retorno, mas também a tecnologia que permitiu o melhoramento no cultivo da cana de açúcar e nos motores dos automóveis.

Hoje, o Brasil é um dos maiores produtores de etanol. Embora a tecnologia tenha melhorado o cultivo da cana de açúcar, o formato recebe críticas pela larga extensão das lavouras, um preço na conta de uma das opções em biocombustíveis.

Biodiesel é adicionado no diesel comum

Produzido a partir de óleos vegetais e restos de gorduras animais, o biodiesel é considerado biodegradável por não poluir o meio ambiente. Cerca de 75% da produção brasileira é feita com óleo de soja, 20% com gordura animal e o restante com diversas fontes, segundo o site BiodieselBR.

A utilização do biodiesel no Brasil teve início em 2004, mas foi a partir de 2008 que sua adição ao diesel comum se tornou obrigatória. Atualmente, seu percentual no diesel comercial comum é de 10%.

O uso biodiesel puro ainda está sendo testado, se for utilizado só biodiesel (100%) sem misturar com o diesel mineral, a mistura é chamada de B100.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.